3 de jun de 2010

Trilogia Juran



Segundo Juran, o gerenciamento para a qualidade é feito pelo uso de 03 processos: Planejamento da qualidade, Controle da qualidade e Melhoramento da qualidade.

1. PLANEJAMENTO DA QUALIDADE: Desenvolver os produtos/Serviços e processos necessários para atender às necessidades dos clientes. Isso requer pesquisar, determinar quem são esses clientes, quais suas necessidades, desenvolver características de produtos e processos que os atendam e transferir sempre o planejamento do alto até às forças operacionais da organização. O Planejamento deve ser sério e envolver vários conhecedores e responsáveis por etapas para que o resultado seja atingido. Importa que sejam observados então os pontos de entrada e saída das etapas, a "tripla atuação" onde toda a atividade desempenha a atuação de cliente, processador e fornecedor (pesquisar Diagrama TRIPOL de Juran) e a determinação de medidas e métodos para avaliar esse plano.

2. CONTROLE DA QUALIDADE: avaliar o desempenho da qualidade real, compará-la com as metas da qualidade e atuar nas diferenças. Ou seja, o propósito do controle de qualidade é o de minimizar falhas e prejuízos (Não conformidades), mantendo a capacidade de atingir as metas operacionais definidas. Todos na empresa são ativos no controle da qualidade, pois o autocontrole é pré-requisito e universal, e todo tipo de acontecimento pode interferir no cumprimento das metas. 

3. MELHORAMENTO DA QUALIDADE: buscar maneiras de elevar o desempenho da qualidade a níveis inéditos (inovação). Devem-se estabelecer principalmente Projetos, infra-estrutura, recursos, responsabilidades etc. Ressaltando que o melhoramento da qualidade nada tem haver com "apagar incêndios que vemos por ai", e sim a busca de algo muito melhor, tanto nas características de um produto quanto na ausência de falhas/ deficiências. Isso acontece apenas por meio de Projetos, essa é a etapa principal! Fato é que para se manter competitiva a empresa deve continuamente reduzir suas deficiências nos produtos, serviço ou processos, e investir em diagnósticos para descobrir a má qualidade e encontrar a solução. Esse processo de Melhoramento da qualidade tem retorno inegável, mas não vem de graça e tão fácil assim, deve-se ter foco.  

A chave de acordo com Juran, é de que a qualidade deve ser implementada de cima para baixo.

E hoje, em qualquer empresa, temos alguma dúvida disso? 


Fonte: Juran na liderança pela qualidade. Um guia para executivos – J. M Juran. São Paulo:1990. 

Nota: J.M. Juran é graduado em Engenharia e Direito, Fundador e Presidente emérito do Instituto Juran, e autor de vários livros, incluindo o Quality Control Handbook. Consultor, já recebeu mais de 30 medalhas e foi condecorado com a Segunda Classe da Ordem do Tesouro Sagrado pelo Imperador do Japão, a condecoração mais alta concedida a um cidadão não-japonês.

4 comentários:

Anônimo disse...

Boa noite! Estou fazendo minha monografia em qualificação de fornecedores você teria alguma bibliografia para me indicar? Obrigada.

Anônimo disse...

Boa noite! Estou fazendo minha monografia em qualificação de fornecedores você teria alguma bibliografia para me indicar? Obrigada.

Gisele Lira disse...

Olá, tudo bem? Tenho algumas bibliografias:

- Gerenciamento da cadeia de suprimentos/ Bookmann 2001 (Ronald H. Ballou).
- Compras: Princípios e Administração/ Atlas 2000 (Peter Baily etc).

Outros específicos:

- A qualificação de fornecedores...Supermercadista- (Giovani Alguns e outros).
- Qualificação de fornecedores de embalagem farmacêutica(Sindusfarm).
- Qualificação de fornecedores de MP farmacêuticas(Sindusfarm).

Espero ter ajudado!

Gisele



Wellington Júnior disse...

muito bom a sua trilogia de Juran me ajudou muito valeu...